This is a platform for User Generated Content. G/O Media assumes no liability for content posted by Kinja users to this platform.

Copa Do Mundo Feminina, O Que devia Saber E Como Observar Online

Revelações extraordinárias do Hubble, da Estação Espacial Internacioanl (imagem da NASA) das sondas espaciais e dos satélites científicos fizeram de 2010 um ano excepcional para as conquistas espaciais - foco a respeito do qual começo a escrever sistematicamente por esse website. Ou Vamos Subir O Valor Da Assinatura? , o conhecimento do espaço cósmico continuou ampliando-se a cada minuto, devido a todos esses recursos e projetos.

O Hubble, lançado em abril de 1990, completou duas décadas em órbita. A massa de sugestões e conhecimentos astronômicos de que dispunha a humanidade na época da estreia nesse telescópio não correspondia a mais do que 4 ou 5% do que sabemos hoje. Relato nesse lugar uma experiência pessoal que supunha ainda estar retirado de minha existência profissional ou cotidiana. Alguns perguntariam: como elevar uma estação espacial de centenas de toneladas pra um localização 4,dois km mais alta? A manobra será consumada com auxílio de oito propulsores do cargueiro Progress M-07M, que se encontra estacionado no modulo Zvezda da própria ISS.

Advertisement
  • 8- Sense8 (2015-)
  • 11 Premier
  • Tv-3D com e sem óculos
  • 7 Caso Coca-Cola vs. Dolly
  • Dor para todo o sempre
  • 720p30,000 kbps128 kbps384 kbps512 kbps
  • AMLogic S812-H Quad-core up to 2.0 GHz
  • Escute músicas para focar nos estudos (veja a playlist no Spotify)

Uma das áreas de enorme avanço em 2010 foi a ajuda dos satélites pro diagnóstico do aquecimento global. Os satélites científicos afirmam o que está acontecendo com o planeta, seja quanto ao degelo das calotas polares, seja com conexão ao desmatamento pela Amazônia ou com a elevação da temperatura dos oceanos e com a poluição nos mares.

Advertisement

Eles funcionam como termômetros que medem a febre do planeta. Tomemos o caso do satélite CryoSat, da Agência Espacial Europeia (ESA), cuja tarefa, encerrada no dia 19 de novembro, começa a mostrar o que está acontecendo com as calotas de gelo polares. O diagnóstico feito pelo satélite Cryosat está ainda na fase preliminar. Mas os primeiros detalhes imediatamente são preocupantes. Além da redução significativa da camada de gelo das calotas polares, no polo Norte e na Antártica, mais da metade da Groenlândia e vastas áreas do norte do Canadá e da Sibéria perderam sua cobertura de gelo. A pergunta que todos nos fazemos é a mesma: Por que a maioria dos países não reage diante de tantas advertências?

As nações mais criadas, como os EUA, e a superior nação emergente, que é a China, parecem não aceitar medidas mais rígidas de controle da emissão de gás carbônico. O universo tinha extenso expectativa de que presidente Barack Obama fosse alterar os caminhos de seu país, nessa área. Começo a continuar pessimista. Acho que ele vai contrariar seu lema de campanha e falar: Change?

Advertisement

Outro satélite de monitoramento das camadas de gelo, nuvens e elevações terrestres é o Ice-Sat (abreviatura de Ice, Cloud and Land Elevation Satellite). Esse satélite comprovou, além de outros mais dados, que, de 2001 até 2010, a Antártida perdeu 12 Gigatons de gelo - ou 12 bilhões de toneladas de gelo por ano. Isso significa um terço de todo o gelo acumulado pela Península Antártica e a localidade da Ilha dos Pinheiros - que são as mais próximas da América do Sul.

Estamos, assim, diante de comprovação científica e não de mera suspeita sobre o degelo das calotas polares. Como Funciona A Rede Open Connect? negavam essa expectativa, enquanto a maioria dos ambientalistas advertia a respeito do risco de aceleração do degelo das calotas polares. Agora, as coisas mudaram. Existem fatos incontestáveis de incalculáveis satélites científicos que mostram não apenas que a dificuldade existe, no entanto que ele é bem mais complicado do que se aguardava. Esperemos que o universo tome juízo em tempo, uma vez que poderemos ter que defrontar a elevação do nível dos mares em menos de 30 anos.

Advertisement

Cidades como o Rio de Janeiro, Santos, Nova York, a Holanda inteira e centenas de outros pontos da Terra poderão ser cobertos por alguns metros de água. Quase todos os brasileiros estão familiarizados com o sistema de localização via satélite GPS (Global Positioning Satellite). Pois bem, em 2010, 2 outros programas na especialidade de sistemas de navegação rua satélite avançaram significativamente. O primeiro deles é o sistema russo Glonass - que está na sua segunda formação, com avanços significativos.

O segundo é o sistema europeu ocidental Galileo (pela foto da Agência Espacial Europeia-ESA), que está em fase de colocação. O Blog De Vídeo, dez Opções Para Ver Vídeos E Séries Online dois sistemas será a futura integração entre ambos e o GPS norte-americano. O Galileo é, de longínquo, o mais avançado. Terá sinais mais robustos e irá operar com trinta satélites de órbita baixa e não vinte e quatro - como o Glonass e o GPS. A combinação dos serviços do Galileo com o GPS em receptores do tipo dual abrirá possibilidades de outras aplicações que exigem níveis muito maiores de exatidão de localização que os garantidos hoje em dia pelos sinais do GPS.

Advertisement

Com essa expansão, serão possíveis aplicações como a de guiar cegos, acrescentar o sucesso de operações de resgate de pessoas nas montanhas, assim como o supervisionamento de pacientes com o mal de Alzheimer e algumas doenças. Um fato negativo ocorrido no início de dezembro precisará impacto no cronograma do novo Glonass. Foi a perda de três satélites avançados chamados Glonass-M, com a falha do foguete lançador Proton-M. Ao atingir o início de sua órbita, faltou combustível para a perfeita conclusão da órbita, o ↑ «What Is A Smart Televisão? provocou a queda dos três satélite no Oceano Pacífico, nas proximidades do Havaí.

Share This Story

Get our newsletter